Home Minha história Treinamentos Palestras Produtos
Home
Minha história
Treinamentos
Palestras
Produtos
Canal Romulo TV
Artigos
Clientes
Solicite um Orçamento

                                   ARTIGOS              
                 
                        Cavando   Poços   e   Encontrando  Água  

Foco no cliente, grande concorrência, novos  mercados,  demandas flexíveis e incessante busca pela excelência. Esses são apenas alguns dos elementos  que   compõe   o   capcioso   e   acirrado   mercado empresarial deste inicio de século XXI.
Neste sentido, empresas dos mais variados   portes   e    segmentos articulam uma série de estratégias   com  o   objetivo  de   conseguir triunfo neste mercado cada vez  mais  competitivo  e  exigente.  Mas será que de fato cumprimos todas   as  fases  de  um   Planejamento Estratégico?
Geralmente nesta época de final de ano os diversos   departamentos das organizações, fazem um   check-list   dos  objetivos   e   metas conquistadas no ano que passou, e começam a repensar os desafios e alvos pretendidos para o ano que  começará. Até  então  nenhuma novidade, mas e os objetivos e metas que não foram atingidos? Devem ser esquecidos? Será  realmente  necessário  criar  um  novo metiê   de   procedimentos   e   estratégias    para    os    alvos   não conquistados?
Corroborando as ideias de diversos   especialistas   em   estratégias empresariais, pode-se detectar que um   Planejamento   Estratégico eficiente deve ter uma fase denominada   Fase   de   Controle   ou Corretiva, que na prática   consiste   no   controle   dos   objetivos atingidos, além de correções em algumas estratégias   que   falharam durante o processo.
Em síntese, nem sempre  o  melhor  é   recomeçar  do  zero!  Nesta época onde o delineamento de novos projetos é uma constante  nas organizações, é irrefutável que os   gestores   também   avaliem   os insucessos   de   alguns   objetivos    não    conseguidos,   propondo pequenas  intervenções   (novas  estratégias)   para   que   estes   se materializem  nas próximas conquistas da empresa.  
“Lembre-se de cavar o poço bem antes de   sentir   sede”.   Este famoso provérbio chinês deve ser   uma   verdade   para   qualquer empresa que pretende continuar competitiva, entretanto, “Cavar  o poço até que  de   fato   se   encontre   água,   não deixando   as escavações pela metade” é  uma premissa   estratégica   que   não deve ser desconsiderada neste final de ano.
Thomaz Edson, o maior inventor de todos os  tempos,  precisou  de milhares de tentativas até encontrar o filamento correto para colocar em funcionamento a primeira lâmpada elétrica de nossa história. Nós gestores, precisamos aprender a insistir mais! Não  nos  erros, mas em caminhos variados que possam  levar  nossas  empresas  às posições de vanguarda.
Portanto, ao planejar as próximas metas da sua empresa, não  deixe nenhum poço pela metade, pois descobrir a água  mais  cristalina  já encontrada pela sua equipe pode estar apenas a  alguns  centímetros debaixo dos seus pés.

Artigo redigido por Romulo Gutierrez


                             O dia da Grande Oportunidade

A cada dia que passa o mundo se torna mais competitivo, árduo e acirrado para profissionais de todos os segmentos em praticamente todos os lugares do mundo.
Já repararam o quanto é comum as pessoas afirmarem: 

- "O que estou esperando é uma nova oportunidade".

Sonhamos, idealizamos e planejamos o dia da Grande Virada, onde aquela oportunidade de ter um excelente emprego com ótimo salário chegará. Entretanto não pensamos que estas oportunidades nunca são angariadas de "Mãos Beijadas" e sim conquistadas.

Talvez a melhor oportunidade de sua vida seja agora! Mesmo com um salário baixo e uma função operacional, seu empenho, esforço e dedicação podem levá-lo pouco a pouco a patamares mais altos, de forma que sua experiência nos níveis inferiores se torne o alicerce do seu sucesso profissional.

O êxito na carreira é como a construção de um grande prédio: Quanto mais alta a construção, mais profundo deve ser o alicerce. Ou seja, se sonhamos com uma oportunidade grande, devemos estar fortemente alicerçados para manter a posição futuramente conquistada.

Jamais nos devemos contaminar pelos discursos e práticas da geração fast, onde tudo é pra ontem, e o nível de premência chega a ser completamente absurdo. Embora atualmente muitas coisas sejam de fato muito velozes (a comida fast-food, a pipoca de micro-ondas e os relacionamentos conjugais que começam e se dissolvem num passe de mágica), o desenvolvimento de uma carreira de sucesso ainda obedece ao velho paradigma, onde somente com esforço, empenho, valores morais/éticos e desenvolvimento intelectual é possível alcançar a grande virada”.

Parafraseando Carlos Drumond de Andrade: “"as dificuldades são o aço estrutural que entra na construção do caráter". Portanto encare as dificuldades atuais como a oportunidade futura, mentalizando que sucesso e lutas são indissociáveis no legado de uma vida vitoriosa.

Vença a cada dia e transforme as barreiras atuais no alicerce de sua grande oportunidade

 
Artigo redigido por Romulo Gutierrez

 

          Mudança - Um presente na nossa vida profissional

Nos dias atuais as mudanças ganham um papel cada vez mais importante em nosso contexto social.

Mudanças radicais na educação dos filhos, nos relacionamentos interpessoais, nos hábitos alimentares e também nas relações homem-trabalho tornam-se cada vez mais evidentes e velozes num mundo onde somente uma certeza pode perdurar:

- O hoje será muito diferente do amanhã.

Infelizmente não estamos preparados para “digerir” tantas mudanças em tão pouco tempo, entretanto a capacidade de adaptação frente às novas demandas passou a ser um pré requisito sem o qual o sucesso profissional torna-se uma utopia.

Costumo dizer que hoje vivemos “anos de cachorro”, pois assim como na vida dos cães cada ano equivale a sete, nossos anos também caminham na mesma velocidade. Ou seja em um único ano, tudo muda como se tivessem passado sete anos. Computadores, softwares, páginas de relacionamento na internet, sistemas de trabalho, métodos de atendimento ao cliente, enfim, tudo muda numa velocidade que jamais o homem viu em toda sua história.

Outro ponto importante que devemos ressaltar é a forma como repudiamos as mudanças. Observe que até as alterações benéficas e voluntárias nos trazem medo e insegurança. Por exemplo, se você foi promovido de função dentro da empresa que trabalha, com um salário melhor e condições de trabalho mais interessantes, mesmo assim você se sentirá temeroso e inseguro, o que leva até algumas pessoas a negarem a promoção.

Certo mesmo é que o profissional de hoje deve ser um camaleão, alterando sua postura de acordo com as necessidades de sua empresa/área de atuação, pois esse atributo passou a ser uma das competências mais importantes neste início de século XXI.

Abaixo seguem algumas dicas relevantes para administrarmos bem as mudanças em nossa carreira profissional:

 

a- Sempre encare as mudanças como uma possível oportunidade, não deixando o pessimismo tomar conta dos seus pensamentos.

 

b- Jamais tenha medo daquilo que ainda não viveu. Lembre-se que o grande segredo é se adaptar frente às novas demandas o mais rápido possível.

 

c- Tente se antecipar as mudanças da sua área de trabalho. Para isto é fundamental buscar constantes aprimoramentos intelectuais (cursos, treinamentos, palestras, leituras e pesquisas via internet).

 

d- Não se influencie pelos outros. Quando as mudanças chegam no ambiente organizacional muitas fofocas tornam-se “verdades absolutas". Seja prudente e acredite que para você a mudança é um beneficio.

 

e- Sempre conserve sua integridade, valores morais, ética profissional e honestidade. Esses aspectos são cabíveis e bem aceitos independente das mudanças que estão ocorrendo.

 

Finalizo afirmando que o grande segredo do profissional de sucesso deste século XXI é não enxergar as mudanças como um gigante intransponível. Por maior que pareça a dificuldade de adaptação frente às novas situações e procedimentos, creia em seu potencial, cultive sua auto estima e acima de tudo entenda que uma mudança pode ser o maior presente de toda sua vida.

 

Artigo Redigido por Romulo Gutierrez

 

                    Desenvolvendo Diferenciais Competitivos
 
“Sempre faço o que não consigo fazer para aprender o que não sei” Esta frase do célebre Pablo Picasso nos remete a uma questão sumariamente relevante no atual cenário empresarial: Até que ponto nossas empresas desenvolvem competências num mundo que não para de exigir?
A velha crença popular de que em time que esta ganhando não se mexe, é totalmente descaracterizada ao analisarmos a frase deste notável artista. Transcendendo tal conceito para o mundo empresarial, podemos dizer que a organização que não aprende constantemente, esta dando passos largos para o insucesso, onde o destino é único: A Falência.
Os mais variados pesquisadores das ciências administrativas, sempre afirmam em seus estudos que as empresas de sucesso neste século XXI, são aquelas que estabelecem vantagens competitivas em relação aos seus concorrentes. Estas vantagens podem ser praticadas por meio de preços inigualáveis; atendimento ao cliente jamais encontrado; tecnologias que melhoram a operacionalização do negócio; ou até mesmo a qualidade do produto que os concorrentes não conseguem copiar. Mas como implementar tais vantagens competitivas se boa parte das empresas nacionais não estão dispostas a aprender?
Particularmente acredito que a única vantagem competitiva que proporciona posições de vanguarda a uma empresa, é a capacidade de aprender mais rápido que seu concorrente. Desta maneira investimentos em pesquisas de mercado, treinamentos, palestras e outras estratégias para desenvolver competências das pessoas, tornaram-se uma necessidade de qualquer negócio, afinal o recurso humano ainda é o único capaz de criar, aprender, e consequentemente tangibilizar vantagens competitivas neste mercado cada vez mais duro e acirrado. 
A maior rede de fast food do planeta continua vendendo o sanduíche mais famoso do mundo e suas deliciosas porções de batatas fritas, mas agregou ao seu cardápio frutas, saladas e café da manhã. A maior rede brasileira na comercialização de móveis e eletrodomésticos continua com a “velha” prática de tratar seus clientes como fregueses, mas aos poucos vem explorando o promissor mercado de vendas virtuais (e-commerce). E a sua empresa o que aprendeu nos últimos tempos para criar uma nova vantagem competitiva?
Aprender é uma arte, que sempre esteve ligada a sobrevivência e ao desenvolvimento da humanidade. Portanto não deixe de praticar esta arte, pois este é o fator preponderante para o sucesso do seu negócio.


Artigo Redigido por Romulo Gutierrez

Solicite já seu Orçamento!  Atendimento em todo Brasil.
Sede Nacional: Av Henrique Eroles, 1288 - Mogi das Cruzes-SP.
Fone: + 55 ( 11) 2312-2406 ou 96369-6197
© Copyright 2011-2017 - Romulo Gutierrez- Todos os direitos reservados

Site Map